Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Fundação do Meio Ambiente de Nova Veneza
FUNDAVE lança cartilha sobre a biodiversidade de Nova Veneza

Publicado em 12/11/2021 às 10:26 - Atualizado em 12/11/2021 às 10:26

Versão digital da Cartilha n.1 da Biodiversidade de Nova Veneza
Créditos: Lucas Sabino Baixar Imagem

A Fundação do Meio Ambiente de Nova Veneza (FUNDAVE), visando promover a biodiversidade do município, lançou uma nova série de cartilhas que estará à disposição de toda a população. Nelas, os biólogos vão colocar informações sobre a fauna e flora do município, tratando de espécies de animais, plantas e fungos que são encontradas nos estudos e atividades realizadas no município.

O primeiro material, que já está disponível no site da prefeitura, onde está a página da Fundave, traz 19 novas espécies de pássaros encontradas na cidade. Com essa atualização, são 333 espécies encontradas por biólogos, fotógrafos e observadores de aves.

O biólogo da Fundação, João Gava Just, explica que este é o primeiro material desenvolvido no município. “Nesta primeira cartilha, tratamos de 19 novas espécies de aves encontradas no município, mas as próximas cartilhas vão trazer outros temas sobre a biodiversidade de Nova Veneza”, comenta.

Esta primeira cartilha surgiu ao longo dos últimos dois anos, quando a FUNDAVE começou a promover e incentivar a observação de aves no município. “É um projeto onde reunimos pessoas que se interessam pelo tema para observar e fotografar as espécies que vivem no nosso município. Temos uma participação muito boa e possibilita encontrarmos novas espécies e assim aumentar a lista da fauna do nosso município”, pontua Just.

O Presidente da FUNDAVE, Juliano Dal Molin, destaca que essa é mais uma das iniciativas para incentivar as pessoas a conhecerem mais o meio ambiente em que vivem. “É com estas ações que fazemos com que as pessoas busquem conhecimento sobre a biodiversidade da cidade e assim, desta forma, ajude a preservar e também a fiscalizar irregularidades. É fundamental a participação de todos para podermos preservar”, afirma.