Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Programa Escola Amiga é lançado em Nova Veneza

Publicado em 04/06/2021 às 11:22 - Atualizado em 04/06/2021 às 11:22

O Governo de Nova Veneza, através da Fundação de Meio Ambiente (Fundave) e Secretaria de Educação, lançaram na manhã desta sexta-feira (4), o Programa de educação ambiental e social. Intitulado Escola Amiga, a ação tem o objetivo de implantar e estimular práticas sustentáveis nas 12 escolas do município, envolvendo 1.600 alunos.

O programa foi desenvolvido em parceria com as escolas da rede municipal. As instituições terão oito atividades que deverão ser aplicadas ao longo do ano: implantação da coleta seletiva, compostagem, horta escolar, arborização, coleta de pilhas e eletroeletrônicos, utilização dos materiais educativos da Fundave, entrevistas com idosos da comunidade e a criação de um mascote do projeto.

As atividades desenvolvidas serão avaliadas e as escolas que tiverem as melhores pontuações, receberão premiações. “Além das escolas terem que desenvolver as atividades obrigatórias, será estimulado que elas desenvolvam conteúdo relacionado ao programa dentro das disciplinas. Assim, ampliando as formas de educação ambiental e social das crianças”, explica o presidente da Fundação, Juliano Dal Molin.

O secretário de educação, Heriton Sandrini, comenta a importância dessa parceria e implantação do programa. “Queremos que esta iniciativa seja um trabalho contínuo e que se torne um hábito em todas as escolas e que os alunos levem estas ações para casa. O envolvimento de toda a comunidade é fundamental”, pontua.

O vice-prefeito Élzio Milanez destacou a importância do trabalho das escolas. “A educação tem um papel de destaque na nossa sociedade. Sabemos que tudo começa na escola e este projeto vai cumprir um papel ambiental e social que vai impactar na vida das futuras gerações. É com esse pensamento que trabalhamos, com foco na educação e qualidade de vida das futuras gerações”, afirma.